Notícias

Autoridades ressaltam os resultados da Rede colaborativa no combate à corrupção e à lavagem de dinheiro

publicado: 08/11/2019 17h52, última modificação: 08/11/2019 17h52
Rede Nacional de Laboratórios de Tecnologia contra Lavagem de Dinheiro (Rede Lab) já analisou mais de 15 mil casos
WhatsApp Image 2019-11-08 at 18.48.25.jpeg

Brasília, 08/11/2019 – No encerramento do XIII Encontro Nacional da Rede Lab e Workshop de Tecnologias contra a Lavagem de Dinheiro, realizado no Ministério da Justiça e Segurança Pública, entre os dias 06 e 08 de novembro, as autoridades nacionais ligadas ao tema ressaltaram os resultados de uma rede colaborativa e integrada. Estamos falando da Rede Nacional de Laboratórios de Tecnologia contra Lavagem de Dinheiro, a Rede Lab. Uma parceria estratégica entre o MJSP e os Estados brasileiros formam hoje uma grande rede de combate à corrupção e à lavagem de dinheiro. De 2009 até agora, esse trabalho investigativo fez uma varredura em R$ 304 bilhões em ativos com indícios de ilicitude. São mais de 15 mil casos analisados nesse período e quase 18 mil relatórios produzidos e enviados às polícias judiciárias.

Durante o evento, ocorreu o 1º Workshop de intercâmbio de tecnologias de todos os laboratórios do país neste momento as autoridades nacionais ligadas ao tema compartilharam as boas práticas, além de perspectivas de fortalecimento dessa rede de laboratórios de investigação criminal.

WhatsApp Image 2019-11-08 at 18.48.25 (1).jpeg

O coordenador da Rede Lab, César Cupertino, destaca a troca de informações entre os laboratórios “Essa rede de cooperação é integrada. O intercâmbio reforça as práticas exitosas que surgiram dentro dos laboratórios estaduais, como governança de dados, ferramentas desenvolvidas pela Polícia Civil e pelo Ministério Público, além de sistemas de Big Data e Inteligência Artificial aplicados à análise de vínculos e detecção de corrupção” afirma.

Atualmente, existem 63 laboratórios com participação de diversas instituições e Estados, congregando mais de 500 profissionais e com atuação em todo o território brasileiro efetivo no plano nacional.