Notícias

Brasil e Rússia assinam acordos de cooperação na área de segurança

publicado: 22/11/2019 15h01, última modificação: 22/11/2019 15h01
O Ministro Sergio Moro disse que os acordos vão permitir capacitação de policiais e troca de expertises no combate a crimes transnacionais
IMG_6425[1].jpg

Brasília 22/11/2019- O Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e o Vice-Ministro do Interior da Federação da Rússia, Igor Zubov, assinaram, nesta sexta-feira (22), em Brasília, acordos de cooperação bilateral nas áreas de segurança no trânsito e combate a crimes transnacionais.

Na presença da delegação russa, de técnicos do MJSP e do Ministério das Relações Exteriores, e dos diretores da Polícia Federal (PF), Maurício Valeixo, e da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Adriano Furtado, o Ministro Sergio Moro destacou a importância do estreitamento de relações e da cooperação com a Rússia: “Os acordos de cooperação podem envolver investigações de crimes transnacionais e atingir empresas que são formadas por criminosos. Além disso, vamos aprender uns com os outros com intercâmbio, capacitação de policiais e conhecimento de mecanismos tecnológicos de combate ao crime”.

As autoridades russas concordaram: “Estamos concretizando o que foi acertado durante a reunião dos BRICS. Brasil e Rússia são parceiros estratégicos, e, assim como aqui, lá também consideramos a segurança pública uma prioridade. Queremos aprender com o Brasil técnicas de combate ao narcotráfico, já que o País está à frente; e oferecemos nossa expertise em sistemas digitais de rastreamento”, disse Igor Zubov. O Embaixador da Rússia, Sergey Akopov, disse que os acordos assinados são “um ponto de partida para abrir novos horizontes no trabalho bilateral”.

IMG_6429[1].jpg

O Diretor da PRF destacou que os acordos fortalecem as instituições e serão fundamentais para a capacitação de especialistas. “Da nossa parte, temos grande interesse no monitoramento de vias e rodovias, e na solução para problemas no trânsito”, disse Adriano Furtado.

“Temos exemplos de sucesso na capacitação entre Brasil e Rússia, especialmente em relação ao terrorismo e ao crime organizado. Os acordos fortalecem as polícias dos dois países no combate aos crimes transnacionais”, ressaltou o Diretor-Geral da PF, Maurício Valeixo