Notícias

Cartilha de Informações Financeiras para Migrantes e Refugiados.

publicado: 07/11/2019 12h48, última modificação: 08/11/2019 15h00
790bb873-db72-4226-840f-94361a22f754.png

O Ministério da Justiça e Segurança Pública, o Banco Central, e Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) lançaram, nesta quinta-feira (7/11), uma Cartilha de Informações Financeiras para Migrantes e Refugiados. A cartilha traz informações práticas sobre operações bancárias, como abertura de contas, operações de câmbio, remessas e recebimento de dinheiro do/para o exterior, empréstimos, alertas para não ser vítima de golpes, bem como informações gerais a respeito do funcionamento do sistema financeiro brasileiro. Além disso, ensina a reconhecer os elementos de segurança das cédulas de Real.

O objetivo é ajudar migrantes e refugiados a compreender como funciona o Sistema Financeiro Nacional, dessa forma, se tornarem bancarizados. A cartilha está sendo distribuída em locais onde há grande fluxo de migrantes e refugiados, inicialmente nas versões em Português e Espanhol. Posteriormente, haverá versões em Francês e Árabe. Essa cartilha será publicada em formato digital nos sites do Banco Central, do Ministério da Justiça e Segurança Pública, do ACNUR.

Atualmente, 1.092.882 pessoas vivem como migrantes no Brasil. No ranking de nacionalidades aparecem, primeiramente, as comunidades de Portugal (187.994 pessoas), Haiti (115.771 pessoas), Bolívia (105.535 pessoas) e Venezuela (104.858 pessoas). Além da população imigrante do país, vivem no território brasileiro como refugiados reconhecidos cerca de 6.500 pessoas.

 

Clique para acessar a cartilha em Português.

Clique para acessar a cartilha em Espanhol.

Clique para acessar a cartilha em Francês.

error while rendering plone.belowcontenttitle.contents