Notícias

Centro Integrado de Operações de Fronteira auxilia Polícia Civil do MS a localizar acusado de tentativa de feminicídio

publicado: 22/06/2020 16h46, última modificação: 22/06/2020 16h46
Após atuação integrada entre as forças de segurança, homem foi preso no Tocantins
BANNER_CIOF.jpeg

Brasília, 22/06/2020 – O Centro Integrado de Operações de Fronteira do Ministério da Justiça e Segurança Pública, em Foz do Iguaçu (PR), auxiliou a Polícia Civil do Mato Grosso do Sul em investigação que resultou na prisão de um homem, de 26 anos, que estava foragido após tentar matar a ex-esposa.

O acusado foi preso neste domingo (21) no município de Almas (TO). Conforme relatos de testemunhas, no dia do crime a vítima estava em casa, no município de Costa Rica (MS), juntamente com a mãe e o filho, quando o ex-companheiro invadiu o imóvel e tentou matar a mulher com diversos golpes de facão. Após a fuga, a Polícia Civil do Mato Grosso do Sul solicitou apoio ao Centro Integrado de Operações de Fronteira e conseguiu localizar Gabriel no município de Almas, onde esteve escondido na casa de familiares. Com o apoio do serviço de inteligência do Tocantins, a Polícia Militar daquele Estado chegou até o endereço do acusado.

Sobre o Ciof

O Centro Integrado de Operação de Fronteira de Foz do Iguaçu (Ciof) foi inaugurado pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública em dezembro do ano passado, para combater o crime organizado, intensificar a integração entre os agentes de segurança pública e fortalecer o monitoramento nas fronteiras brasileiras.

O Centro reúne em um único espaço todos os atores de segurança pública que antes exerciam suas funções isoladamente, ou em conjunto, mas nunca efetivamente coordenados, como polícias estaduais, Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Agência Nacional de Inteligência (Abin), Ministério da Defesa, Unidade de Inteligência Financeira (UIF - antigo Coaf), Receita Federal, Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica internacional (DRCI), Departamento Nacional Penitenciário (Depen), dentre outros órgãos.