Destaque

Secretário Nacional de Segurança Pública visita fronteira oeste de Mato Grosso (MT)

publicado: 20/05/2019 12h37, última modificação: 26/08/2019 12h34
As bases do Avião Caído, Corixinha e Coricha foram sobrevoadas
1.jpg

Brasília, 20/05/2019 - Para conhecer a atuação da forças policiais em Mato Grosso (MT), o secretário Nacional de Segurança Pública, Guilherme Theophilo, visitou na sexta-feira (17), a fronteira oeste do Estado, na divisa do Brasil com a Bolívia. 

Recepcionado, em Cáceres - a 212 km da capital Cuiabá, pelo delegado Geral da Polícia Civil, Mário Demerval, e o Comandante Geral da Polícia Militar do MT, Cel Jonildo de Assis, as autoridades realizaram sobrevoo em três bases de trabalho da Polícia Civil na região do Porto Esperidião e Cáceres: Avião Caído, Base de Corixinha e Coricha. 

"A nossa presença aqui é para identificar formas de auxiliar o governo do Estado a enfrentar os desafios da segurança pública. Afinal, estamos falando de uma região extremamente vulnerável para entrada de materiais ilícitos no país", explicou o secretário Theophilo.

O delegado Geral da Polícia Civil do estado, Mário Demerval, avaliou como positiva a visita do secretário Nacional no sentido de visualizar o trabalho conjunto das forças policiais e as reais necessidades do estado. "As polícias em Mato Grosso trabalham muito bem de forma conjunta. E, somando estes esforços, temos conseguido combater o crime. Porém, acreditamos que o investimento na região de fronteira, principalmente na Oeste de Mato Grosso, é primordial nesse momento, tendo em vista o combate ao tráfico de drogas que alimenta o crime organizado", alertou. 

1.jpg

Segundo Demerval, outra necessidade urgente do estado é a ampliação do efetivo. "Hoje nossa equipe está aquém do ideal, tendo em vista os policiais que se aposentarão em breve e também pelo fato do último concurso ter sido realizado em 2013 para investigadores e escrivães. Desta forma, temos formalmente quase 3 mil de efetivo, sendo que apenas pouco mais de 2.600 estão em exercício", explicou. 

Em visita às instalações na Delegacia Especial de Fronteira (Defron), foram apresentadas ao secretário Nacional e demais autoridades presentes as investigações exitosas realizadas pelo órgão, que cobre 983 km de fronteira, com atuação em 28 municípios na faixa de fronteira de Mato Grosso com a Bolívia. A delegada regional de Cáceres, Cinthia Gomes da Rocha Cupido, destacou a importância do trabalho conjunto das forças. "Todas as nossas investigações e ações são feitas em parceiras. Nunca é a Polícia Civil sozinha". 

O Tenente Coronel José Nildo de Oliveira, coordenador do Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron), explicou que as operações conjuntas refletem diretamente nos resultados da atuação operacional. "O trabalho das forças policiais:  PM, PJC (Gefron/Defron), Forças Armadas (Exército, Marinha e Aeronáutica) e ainda a Polícia Federal e Polícia Rodoviária só fortalecem e colaboram para um trabalho mais efetivo. Somente nesse primeiro quadrimestre, nós já passamos de 1 tonelada de apreensão de drogas", afirmou. 

O Gefron, que atualmente conta com efetivo de 140 policiais, desempenha atividades de combate a crimes como tráfico de drogas, contrabando e descaminho de bens e valores, além de evasão de divisas e roubos de veículos. 

Agenda em Cuiabá

O secretário participou ainda, na sexta-feira (17), de cerimônia de certificação dos 18 novos delegados de Polícia Judiciária Civil (PJC) que atuarão no interior de Mato Grosso, reforçando a força policial nas delegacias do Estado. A turma concluiu o 15º Curso de Formação Técnico-Profissional da Academia de Polícia Civil. A formatura ocorreu no Salão Nobre Clóves Vettorato, no Palácio Paiaguás, em Cuiabá, contando com a presença do governador do Estado, Mauro Mendes, e demais autoridades da região.

2.jpg