Destaque

Senad defende ação antidrogas desde a formação escolar

publicado: 05/06/2019 15h37, última modificação: 26/08/2019 12h33
Em evento no Paraná, secretário nacional de Políticas sobre Drogas aborda riscos para crianças
f3f14810-bd4f-4ff6-bc73-e0fb6276cdc5.png

Brasília, 05/06/2019 – Presente no lançamento da campanha “Junho - Paraná sem Drogas”, o secretário nacional de Políticas Públicas Sobre Drogas, Luiz Roberto Beggiora, defendeu a necessidade de conscientizar crianças, desde cedo, para que as políticas públicas de combate a entorpecentes tenham efeito.

“As drogas são uma questão de saúde pública mundial. Uma iniciativa como essa é muito importante para trazer esclarecimentos sobre o tema e deve ser exemplo para outros Estados. Acredito que, a partir dos oito anos de idade, as crianças já devem participar dessa discussão, porque cada vez mais cedo elas estão sendo abordadas por traficantes”, frisou o secretário.

Lançada pelo governo do Paraná, a campanha vai promover ações de conscientização e prevenção ao uso de entorpecentes durante o mês. Atualmente, o estado conta com 96 Conselhos Municipais de Políticas Públicas Sobre Drogas, responsáveis por promover em escolas palestras, seminários e rodas de conversa sobre o combate, os riscos e os tratamentos ligados ao uso de drogas lícitas e ilícitas.

A diretora do Departamento de Prevenção e Reinserção Social do Ministério da Cidadania, Cláudia Gonçalves Leite, também presente no evento em Curitiba, ressaltou que o trabalho conjunto entre União, estados e municípios é fundamental na luta contra o uso de entorpecentes. “O combate ao consumo de drogas precisa ser feito de forma conjunta, em parceria com estados e municípios. É preciso de transversalidade”.

Com informações do ministério da Cidadania e do governo do Paraná