Notícias

Em Frente, Brasil: em três meses, número de homicídios cai 44% nos municípios participantes

publicado: 03/12/2019 11h09, última modificação: 03/12/2019 11h19
Ocorrência de roubos também teve redução nas cinco cidades
6b0fbe9a-090a-49f6-8507-b71b0a6d9966.png

Brasília, 03/12/2019 -  A ação integrada entre agentes de segurança pública federais, estaduais e municipais permitiu redução no número de homicídios nos cinco municípios que fazem parte do projeto “Em Frente, Brasil”  para redução da criminalidade violenta.

Nos últimos três meses, as cidades de Ananindeua (PA), Cariacica (ES), Goiânia (GO), Paulista (PE) e São José dos Pinhais (PR) reduziram em 44,7% o número de homicídios. Foram 118 vidas preservadas no período. A redução de homicídios foi registrada em todos os cinco municípios: Ananindeua (-69,4%); Cariacica (-9,5%); Goiânia (-47,9%); Paulista (-26,3%); São José dos Pinhais (-18,2%).

A atuação integrada em forças-tarefas com a participação de policiais federais, rodoviários federais, militares, civis, bombeiros, guardas municipais, agentes penitenciários, agentes federais de execução penal, Força Nacional de Segurança Pública e demais agentes de segurança estaduais e municipais também permitiu a redução no número de roubos. 

Desde que o “Em Frente, Brasil” teve início, em 30 de agosto, até o fim de novembro, as ocorrências de roubo tiveram redução de 28,8% nas cinco cidades. A redução de roubos foi registrada em todos os cinco municípios: Ananindeua (-13,2%); Cariacica (-28,6%); Goiânia (-40,1%); Paulista (-34,3%); São José dos Pinhais (-27,1%).

Nos três meses de projeto, as equipes abordaram mais de 260 mil pessoas. As ações resultaram no cumprimento de 425 mandados de prisão, na prisão de 1.497 adultos e na apreensão de 193 menores. Mais de 17 toneladas de drogas foram apreendidas e 182 armas foram retiradas da mão de criminosos. Foram fiscalizados mais de 3 mil alvarás. 

"Em Frente, Brasil"

O "Em Frente, Brasil" propõe uma nova estrutura para as políticas públicas de estado, direcionadas ao combate da criminalidade violenta com foco nos territórios, a partir da implementação de soluções customizadas às realidades regionais.

Além da fase de choque operacional, o projeto também conta com uma fase de atuação integral. Após a realização dos diagnósticos locais, estão sendo construídos os planos locais com ações sociais e econômicas para os cinco municípios participantes. 

O objetivo é  promover a transformação das realidades socioeconômicas das regiões, por meio da cooperação e da integração, obtidas pelas parcerias firmadas com estados e municípios. No âmbito da União, além do Ministério da Justiça e Segurança Pública, fazem parte do projeto-piloto a Casa Civil, Secretaria de Governo, Secretaria-Geral da Presidência da República e os ministérios da Mulher, Família e Direitos Humanos; Economia; Saúde; Desenvolvimento Regional; Cidadania e Educação. No âmbito do Governos Estaduais e Municipais, as suas respectivas secretarias com simetria aos ministérios envolvidos.