Notícias

Em Santa Catarina, MJSP doa robô antibomba para atuação em operações policiais do BOPE

publicado: 16/01/2020 11h12, última modificação: 16/01/2020 11h12
Equipamento pode ser usado em casos envolvendo armas químicas, biológicas ou durante negociações com criminosos
robo.jpeg

Brasília – 15/01/2020 – Um robô antibomba de alta qualidade e precisão foi doado pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) à Polícia Militar de Santa Catarina (PMSC), em Florianópolis (SC);  Teodor, o robô antibomba que estava cedido ao Batalhão de Operações Especiais (BOPE) da PMSC, passou em definitivo para a corporação, após assinatura do termo de transferência de posse. O documento foi assinado, na terça-feira (14), pelo secretário Nacional de Segurança Pública Adjunto, coronel Freibergue Rubem; pela governadora em exercício do Estado de Santa Catarina, Daniela Reinehr; pelo diretor da Força Nacional de Segurança Pública, coronel Antonio Aginaldo de Oliveira, e pelo comandante-geral da PMSC, coronel Carlos Alberto de Araújo Gomes Júnior.

Durante a cerimônia de entrega, o secretário Nacional de Segurança Pública Adjunto, coronel Freibergue Rubem do Nascimento, destacou a importância do trabalho integrado para equipar as forças de segurança dos estados e, assim, obter resultados expressivos na diminuição dos índices de criminalidade. “O que vemos hoje aqui é um marco, o trabalho em conjunto possibilitou esta entrega que é muito importante para a segurança dos profissionais que manuseiam esse tipo de equipamento e para o cidadão também, porque é em prol dele que trabalhamos”, disse. 

Freibergue destacou ainda que espera que essa iniciativa seja a primeira de muitas outras para a redução da criminalidade no Brasil e elogiou os métodos de trabalho de segurança pública desenvolvidos pelo estado de Santa Catarina. 

A governadora em exercício do Estado de Santa Catarina, Daniela Reinehr, agradeceu o apoio do MJSP, através da Secretaria Nacional de Segurança Pública, por viabilizar a doação do robô Teodor para o Estado. “Agradeço ao ministro Sergio Moro e ao general Theophilo, na pessoa do coronel Freibergue, por ter nos recebido em Brasília e prontamente atender nosso pedido para a cessão definitiva desse equipamento, que irá apoiar as forças de segurança do nosso Estado”, afirmou a governadora.

O equipamento doado pode ser controlado remotamente a um quilômetro de distância do local da intervenção, sendo equipado com câmeras de alta definição, capazes de identificar e manusear objetos estranhos com segurança. 

O robô Teodor poderá ainda ser utilizado em diversas situações em operações policiais do BOPE. Caso as equipes detectem algo suspeito, poderão utilizar o robô para acessar o perímetro de risco. O equipamento também pode ser utilizado em casos envolvendo armas químicas, biológicas ou durante a negociação com alguém que porte uma arma de fogo.

robo2.jpeg