Notícias

Laboratórios da Rede Integrada de Bancos de Perfis Genéticos irão contribuir nos diagnósticos do novo coronavírus

publicado: 20/04/2020 15h08, última modificação: 20/04/2020 15h09
Esforço conjunto une Ministério da Justiça e Segurança Pública, Ministério da Saúde, Secretarias de Segurança Pública e Secretarias de Saúde estaduais
WhatsApp Image 2020-03-25 at 2.24.42 PM (4).jpeg

Brasília, 20/04/2020 – Para auxiliar o combate à disseminação do coronavírus, o Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) disponibilizou laboratórios do Instituto Nacional de Criminalística (INC) da Polícia Federal, em Brasília (DF), e do Setor Técnico-Científico da Superintendência da PF, em Porto Alegre (RS), para analisar as amostras de testes da Covid-19. Além da Polícia Federal, os 27 laboratórios estaduais da Rede Integrada de Bancos de Perfis Genéticos (RIBPG) poderão auxiliar nos diagnósticos conforme a possibilidade de cada região.

A cooperação faz parte de um esforço conjunto da pasta junto com às Secretarias de Segurança Pública e Secretarias de Saúde estaduais, Polícia Federal e Ministério da Saúde. “Os laboratórios irão contribuir de formas distintas e de acordo com seus recursos. Neste momento, o Ministério da Saúde irá avaliar as reais necessidades e ações nas quais a RIBPG poderia colaborar”, explicou o coordenador da Rede Integrada de Bancos de Perfis Genéticos, Guilherme Jacques.

Como a rotina e a natureza destes laboratórios apresentam semelhanças com alguns procedimentos envolvidos na detecção do vírus SARS-CoV-2, o auxílio poderá contribuir no controle e monitoramento da epidemia.

“Em 2019, o MJSP investiu na compra de equipamentos modernos, além da inauguração de quatro laboratórios - Piauí, Roraima, Tocantins e Sergipe. Ou seja, todos os estados brasileiros têm um laboratório de DNA forense em funcionamento. Neste momento de combate ao Covid-19, cada local irá contribuir dentro do formato que é capaz de atender, e atuando na mesma causa: auxiliar no combate ao coronavírus”, completou Jacques.