Notícias

Ministro Moro recebe nova diretora do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crimes

publicado: 13/02/2020 11h13, última modificação: 13/02/2020 12h32
Elena Abbati foi selecionada para o cargo de diretora do UNODC no Brasil e assumiu suas funções em janeiro
ministro e unodc1.JPG

- Foto: IsaacAmorim/AG.MJ

Brasília, 13/02/2020 - A nova Diretora do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crimes (UNODC) no Brasil, Elena Abbati, de nacionalidade Italiana, se reuniu com o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, com o intuito de se apresentar e colocar o escritório à disposição do Ministério para elaboração de projetos de cooperação, nas diversas áreas de competência de ambas as instituições. A representante aproveitou a ocasião para convidar o ministro para participar do 14º Congresso das Nações Unidas sobre prevenção do crime e justiça criminal (Crime Congress), a ocorrer na cidade de Quioto, no Japão, no mês de abril.

As autoridades  debateram projeto, em curso com a Secretaria Nacional de Justiça, sobre tráfico de pessoas. O Programa TRACK4TIP, que teve início em 2019 e terá duração até 2022, é uma Iniciativa do UNODC, com apoio do Departamento de Estado dos Estados Unidos. O projeto contempla oito países da América do Sul e Caribe, tais como: Equador, Peru, Brasil, Colômbia, República Dominicana, Trinidad e Tobago, Curaçao e Aruba. O objetivo do programa é melhorar a resposta da justiça criminal regional ao tráfico de seres humanos, seguindo uma abordagem multidisciplinar centrada na vítima, e atuar nos níveis regional local para identificar, prevenir e processar casos.

A representante das Nações Unidas demonstrou interesse em colaborar com o MJSP em atividades relacionadas à Lei Anticrime para o combate ao crime organizado e à corrupção. As ações de combate ao crime em zonas fronteiriças também foram objeto da conversa.

O ministro Sérgio Moro informou sobre os avanços obtidos no ano passado, relacionados a gestão de bens apreendidos, trabalho que tem sido realizado com a Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas.  Nesse sentido, o UNODC convidou o ministério para participar da reformulação de guias, que foram elaboradas pelo Escritório das Nações Unidas sobre o tema.

ministro e unodc2.JPG

 

Sobre o UNODC

O UNODC baseia seu trabalho nas três convenções internacionais de controle de drogas, nas convenções contra o crime organizado transnacional e contra a corrupção e os instrumentos internacionais contra o terrorismo. O mandato do UNODC no Brasil abrange duas grandes áreas: saúde e Estado de Direito. Dessas áreas desdobram-se temas como o controle das drogas e o combate ao crime organizado transnacional, ao tráfico de seres humanos, à corrupção, à lavagem de dinheiro e ao terrorismo, além do desenvolvimento alternativo e prevenção ao HIV entre usuários de drogas e pessoas em privação de liberdade.