Notícias

MJSP e IPEA vão fazer pesquisa nacional para combate ao tráfico de pessoas

publicado: 10/12/2019 12h10, última modificação: 10/12/2019 12h10
Acordo prevê trabalho de 20 meses para diagnóstico e apuração de dados quantitativos até mapeamento ouvindo agentes públicos, vítimas e condenados
b5569447-d8ac-447d-b8f4-2524f08b24e7.png

Brasília, 10/12/2019 – O Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) e o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) assinaram um acordo para realizar uma ampla pesquisa nacional para mapear a realidade do tráfico de pessoas no Brasil. O objetivo é definir diagnósticos e estratégias de combate a esse crime de forma efetiva, reunindo esforços de todos os agentes públicos responsáveis pela prevenção e pela repressão, no âmbito do III Plano Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas.

Por meio da parceria, publicada no Diário Oficial da União (DOU) na quinta-feira (05), o Ipea terá 20 meses para completar o trabalho, que envolve apuração de desde dados quantitativos até entrevistas com agentes públicos, representantes de organizações da sociedade civil e, se possível, vítimas e pessoas condenadas por este crime. Na prática, o Ipea vai elaborar relatórios sobre o tema, oficinas com grupos da sociedade civil, pesquisadores e órgãos do governo, entre outas ações.

O III Plano Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas tem entre suas metas: a revisão de programas e serviços do governo federal que se referem direta ou indiretamente ao enfrentamento ao tráfico de pessoas, com explicitação dos enfoques de gênero e de orientação sexual e da garantia de direitos de crianças e adolescentes; elaboração de mapa com as ações articuladas para o enfrentamento ao tráfico de pessoas no Brasil, entre outas ações.