Notícias

MJSP realiza visita técnica à Polícia Nacional da Colômbia

publicado: 13/12/2019 12h30, última modificação: 13/12/2019 14h53
Comitiva da Senasp/Força Nacional conheceu instalações, capacidades e estrutura de funcionamento da polícia colombiana
DSC_0459.JPG

Brasília, 13/12/2019 – Com o objetivo de observar boas práticas, experiências e modelos a serem ajustados à realidade do Sistema de Segurança Pública do Brasil, comitiva do Ministério da Justiça e Segurança Pública esteve, de 09 a 11 de dezembro, em Bogotá realizando visitas técnicas na Polícia Nacional Colombiana, considerada modelo de referência em organização policial.

Durante os dias de imersão na Polícia Colombiana, os representantes do MJSP conheceram instalações, capacidades e estrutura de funcionamento do trabalho da instituição.

No âmbito operacional, foram visitadas as seguintes direções: Direção de Antinarcóticos, Direção de Investigação Criminal e Interpol, Direção de Carabineros e Segurança Rural, Direção de Segurança Cidadã e Direção de Inteligência Policial.

No segmento administrativo, foram conhecidas as Direções de Talento Humano e a Direção Financeira. Também na agenda da comitiva, a área educativa da Polícia Nacional foi apresentada, incluindo visita técnica ao complexo educativo da força policial.

Para o coronel Aginaldo de Oliveira, diretor da Força Nacional de Segurança Pública, integrante da comitiva à Colômbia, a interação foi interessante para ambos os países.

“O importante dessa visita foi o intercâmbio, algo que as polícias devem ter entre si. Tudo que nos vimos nos chamou a atenção pelo avanço de organização, de administração, de tecnologias que a Polícia Nacional da Colômbia tem para combater o crime nas suas mais diversas modalidades em que se apresenta. Destaco a parte tecnológica, de capacitação, treinamento e, principalmente, a valorização do profissional de segurança pública que eles praticam muito bem”, descreveu.

Ainda de acordo com diretor da FNSP, a experiência será suporte no trabalho de institucionalização da Força Nacional de Segurança Pública.  

“Pelo fato da Polícia Nacional da Colômbia ser secular e institucionalizada, ela tem muito a nos ensinar e, por isso, os modelos praticados lá, podem ser utilizados na Força Nacional para sua institucionalização”, destacou.