Notícias

Operação do Programa VIGIA apreende 800kg de drogas no Amazonas

publicado: 31/03/2020 18h44, última modificação: 31/03/2020 18h49
Ação contou com a participação do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Exército Brasileiro e Secretaria de Segurança Pública do estado do Amazonas
VIGIA.png

Brasília, 31/03/2020 – Uma ação conjunta entre o Ministério da Justiça e Segurança Pública, por meio da Secretaria de Operação Integradas (Seopi) e Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), o Exército Brasileiro e a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP/AM) resultou na apreensão de 800 kg de drogas. A apreensão aconteceu nesta terça-feira (31), no município de Maraã, distante 600 km de Manaus (AM). O trabalho faz parte da Operação Hórus, um dos eixos do Programa Nacional de Segurança de Fronteiras e Divisas (VIGIA).

WhatsApp Image 2020-03-31 at 6.46.52 PM.jpeg

De acordo com os agentes que participaram da operação, o entorpecente – conhecido como skunk - é de origem colombiana, da cidade de La Pedra, e teria como destino a capital do estado do Amazonas. Além da droga apreendida, foram presos quatro traficantes, sendo três brasileiros e um colombiano – portando duas espingardas calibre 12. Os agentes seguem na procura de outros criminosos que possivelmente estariam envolvidos na ação.

Para chegar até o local de difícil acesso e em meio a mata fechada, a equipe percorreu mais de 8 horas de barco e 6 horas de caminhada na região de mata próxima ao Rio Urubaxi. De acordo com o Secretário de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Rosalvo Franco, o sucesso da operação se deve a ação conjunta entre os agentes de segurança pública, que mais uma vez atuaram de forma integrada e orquestrada.

WhatsApp Image 2020-03-31 at 6.46.53 PM.jpeg

“Quando as Forças de Segurança trabalham unidas os resultados são excelentes. Foi uma missão complexa e o trabalho realizado pela Polícia Civil e Militar do estado do Amazonas foi impecável. O Exército Brasileiro também foi convocado, a pedido da Senasp, e enviou um helicóptero e agentes para reforçar a equipe. Os custos referentes às horas de voo da aeronave militar serão suportados pelo Programa VIGIA, que é coordenado pela Seopi. Uma operação integrada traz resultados positivos, esse é o grande objetivo do Ministério”, explicou o secretário.