Notícias

Presidente Bolsonaro assina parecer que garante aposentadoria a policiais civis da União e DF com integralidade e paridade

publicado: 17/06/2020 14h17, última modificação: 17/06/2020 14h32
Ministro André Mendonça parabenizou trabalho feito pela Advocacia-geral da União
50016676247_b961c61562_o.bB..jpg

(Brasília - DF, 17/06/2020) Presidente da República assina o parecer da Advocacia-Geral da União sobre integralidade e paridade. Foto: Alan Santos/PR

Brasília, 17/06/2020 – Policiais Civis da União e do Distrito Federal passam a ter direito à aposentadoria com integralidade e paridade. O presidente da República, Jair Bolsonaro, assinou, nesta quarta-feira (17), parecer vinculante da Advocacia-Geral da União sobre o tema.

A medida vale para policiais Federais, Rodoviários Federais, Legislativos, e para policiais civis do Distrito Federal que ingressaram na carreira até a publicação da Emenda Constitucional 103, em novembro do ano passado.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça parabenizou a Advocacia-geral da União pelo parecer que reafirma direitos dos policiais civis da União e do Distrito Federal, cuja discussão se arrastava há anos.

Com o reconhecimento da aposentadoria com integralidade, o valor inicial da aposentadoria passa a ser o valor do último vencimento recebido antes de se aposentar. Já a paridade, significa que o policial aposentado também será beneficiado caso seja concedido aumento aos policiais da ativa.