Notícias

Senad e IPEA abrem edital para pesquisa de redução de oferta de drogas

publicado: 04/03/2020 14h58, última modificação: 05/03/2020 16h50
Acordo firmado vai selecionar candidatos à bolsa de pesquisa do projeto Políticas sobre Drogas
0c29267d-dc43-454d-a353-88b1e3a96700.png

Brasília 04/03/2020 - A Secretaria Nacional de Políticas sobre  Drogas (Senad/MJSP) e o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) abriram, na segunda-feira (2), uma chamada pública para os interessados em participar do projeto “Políticas sobre Drogas”. 

O edital engloba um conjunto de esforços para redução da oferta e da demanda de drogas em todo o país e vai selecionar um candidato doutor na área de Ciências Humanas ou Sociais Aplicadas, com experiência em estudos empíricos sobre o sistema de justiça criminal.

A ação reforça o intuito do Governo Federal em desenvolver pesquisas e fornecer suporte técnico e institucional às ações governamentais para a formulação e avaliação de políticas e programas de desenvolvimento nesse setor.  

A oferta da vaga é decorrente de um TED (Termo de Execução Descentralizada) firmado entre a Senad e o IPEA. O prazo para inscrição segue até o dia 11 de março de 2020. 

Classificação e bolsa - O candidato que apresentar o melhor projeto de pesquisa associado ao tema, com produção de bases de dados e relatórios que contribuam para aprimorar e fortalecer a gestão da Política Nacional sobre Drogas, será contemplado com uma bolsa com duração prevista de 12 meses, podendo ser renovada. 

O bolsista vai atuar, ainda, no âmbito do Subprograma de Pesquisa para o Desenvolvimento Nacional – PNPD -  do Programa de Mobilização da Competência Nacional para Estudos sobre o Desenvolvimento. Os critérios para participar da seleção e se candidatar à bolsa de pesquisa pode ser acessado no seguinte endereço eletrônico: 

http://www.ipea.gov.br/portal/index.php?option=com_content&view=article&id=35340&Itemid=448

O candidato deverá ter experiência sobre o sistema de justiça criminal, para atuar nas seguintes atividades:

- Construir instrumentos e formular roteiros e procedimentos de pesquisa de campo nacionais;

- Redigir manuais e treinar equipes de pesquisa de campo nacionais;

- Participar na formação da equipe de pesquisa de campo no Estado de São Paulo;

- Realizar entrevistas e observação em cartórios judiciais no Estado de São Paulo;

- Realizar análise de autos findos de ações judiciais no Estado de São Paulo;

- Produzir relatórios parciais de atividades em campo no Estado de São Paulo;

- Incluir as informações produzidas no banco de dados do projeto no Estado de São Paulo;

- Produzir relatórios analíticos a partir dos dados produzidos;

- Colaborar na elaboração dos relatórios finais.