Ministério da Justiça doa repelentes a presas gestantes no país

por Eline.caldas publicado 15/03/2016 10h50, última modificação 16/03/2016 09h46
Ministério da Justiça doa repelentes a presas gestantes no país

Ação integra plano de combate aos focos do Aedes aegypti em unidades prisionais

Brasília, 11/03/2016 - O Ministério da Justiça, por meio do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), vai doar 4 mil repelentes a estabelecimentos  penitenciários de todos os estados e Distrito Federal. A ação integra o conjunto de medidas que o governo federal vem empreendendo para eliminar os focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, febre chikungunya e vírus Zika.

Na distribuição, será dada prioridade às unidades prisionais femininas ou mistas que abriguem gestantes e àquelas localizadas em estados onde houver maior número de casos notificados de dengue. Até o momento, não foram registrados casos de contaminação por vírus Zika em penitenciárias brasileiras.

"Nosso primeiro foco são as grávidas privadas de liberdade, em razão de seu estado de vulnerabilidade. Em seguida, devem ser contempladas as unidades da federação em que houver mais casos confirmados de dengue, uma vez que o mosquito transmissor da doença é o mesmo que transmite a Zika", explica o diretor-geral do Depen, Renato De Vitto.

Do universo de 33.793 mulheres presas, 570 são gestantes. A maioria das grávidas (181) está nas penitenciárias de São Paulo. Elas representam 31% do total de gestantes internas.  

A entrega dos repelentes faz parte das ações que o Ministério da Justiça e o Depen, em parceria com o Ministério da Saúde, estão realizando para eliminar os focos do Aedes aegypti em estabelecimentos prisionais. O Depen vai ainda distribuir material informativo e cartilhas em estabelecimentos penitenciários de todo o país.

Além da doação do material, o Depen, em parceria com o Ministério da Saúde, está prestando apoio aos estados e Distrito Federal, promovendo reuniões de capacitação com representantes das secretarias de administração penitenciária das unidades da federação. A primeira capacitação do grupo aconteceu nesta sexta-feira (11/03), em Brasília. O objetivo é prestar e multiplicar orientações sobre o combate aos focos do mosquito e também proporcionar troca de experiências positivas que vêm sendo realizadas entre os estados.

 

Número de gestantes presas por unidade da federação:

 

UF

 

População feminina prisional

 

Total de gestantes no sistema prisional

Distribuição de gestantes por Estado

AC

242

6

1,1%

AL

329

2

0,4%

AM

680

14

2,5%

AP

124

8

1,4%

BA

585

12

2,1%

CE

1.065

18

3,2%

DF

690

7

1,2%

ES

1.075

18

3,2%

GO

831

21

3,7%

MA

258

5

0,9%

MG

2.908

60

10,5%

MS

1.257

29

5,1%

MT

568

17

3,0%

PA

713

15

2,6%

PB

603

17

3,0%

PE

1.838

23

4,0%

PI

235

8

1,4%

PR

1.057

17

3,0%

RJ

1.975

20

3,5%

RN

667

8

1,4%

RO

672

7

1,2%

RR

172

4

0,7%

RS

1.812

24

4,2%

SC

1.048

20

3,5%

SE

237

4

0,7%

SP

12.029

181

31,8%

TO

123

5

0,9%

Total Brasil

33.793

570

100%

 

Fonte: Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias (Infopen) - dezembro/2014

 

Ministério da Justiça
facebook.com/ComissaodeAnistia
flickr.com/JusticaGovbr
www.justica.gov.br
divulgacaoanistia@mj.gov.br

(61) 2025-9400/ 9402/ 9471